E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas (II Coríntios 5.17)
 

 

 

Ü Batismo em Água

Ü Ceia do Senhor Jesus

à Páscoa Judaica

à Vinho da ceia pascal

à Páscoa do mês de Zive

à Festa dos pães asmos

à Circuncisão e pur. cerimonial

à Páscoa e Ceia do Sr. Jesus

à Sta. Ceia a 1ª ordenança

à Instituição da Santa Ceia

à O pão e o vinho da S.Ceia

à Data de sua celebração

à Examinando a si mesmo

à A santificação na S.Ceia

à Discernindo o corpo e o sangue...

à Participantes da S.Ceia

à Sua importância para nós

Ü Pessoa de Jesus, o Messias

 
 
 
 
 

                                                                                                                      

                   Este é o site que proclama a voz do Espírito Santo

           

      A Ceia do Senhor Jesus é um ato sagrado, e requer que seus participantes sejam comprometidos com Cristo. Ela não pode ser compartilhada por pessoas alheias ao Novo Concerto e ao sacrifício de Jesus Cristo (Mat 7.6). É preciso que cada participante da Santa Ceia, seja alguém que tenha se arrependido de seus pecados e que tenha aceitado a Jesus Cristo como Seu Salvador e, que isso tenha sido feito publicamente, ou externamente, isto é, através do batismo em água. Após este cumprimento, é que o cristão poderá participar da Santa Ceia. O batismo em água é o símbolo externo do ingresso espiritual e místico da pessoa no Corpo de Cristo, é o sinal da nossa identificação com Cristo, na sua morte, sepultamento e ressurreição, com isso a pessoa passa a fazer parte tanto da Igreja visível como da Igreja invisível.

   Para os judeus, por exemplo; só podiam fazer parte do Concerto entre Jeová e Abraão e, desfrutar de seus benefícios, somente os circuncidados. Deus exigiu que todo o filho judeu fosse circuncidado no oitavo dia após seu nascimento (Gên 17.9-12; Lev 12.3). O termo hebraico para circuncisão é berit, que significa «aliança». Portanto, a circuncisão era um sinal e selo do concerto, que Jeová Deus fez com Abraão e seus descendentes. E demonstrava que Yahweh era o Seu Deus. Os estrangeiros que desejam entrar em comunhão com o povo de Israel e com o Seu Deus, bem como celebrar a Páscoa e participar de outras bênçãos, tinham-se que submeter a este rito, a circuncisão, qualquer que fosse a sua idade (Gên 34.14-17,22; Êx 12.48). Vede   A Páscoa para os não-israelitas.

   Além da circuncisão, que era um sinal de iniciação, que comunicava que o indivíduo havia aceitado o judaísmo, outro requisito largamente observado pelos judeus, é a questão da chegada da «maturidade», do menino e da menina.

   Na Lei judaica, os meninos atingem a maturidade religiosa aos 13 anos e, as meninas aos 12 anos. Antes dessa idade, eles, não estão obrigados a nenhum dos mandamentos aplicados aos adultos, embora se acostuma treiná-los na observância dos ritos dos adultos a partir de uma idade anterior a esta. O ingresso do menino para a vida adulta é marcado por uma cerimônia religiosa chamada de bar mitzvah, uma expressão aramaica que significa «filho do mandamento». Esta cerimônia religiosa é a maioridade do judeu, em que o menino faz pela primeira vez a leitura pública da Torah (Lei de Moisés) na sinagoga, depois o rabino dirige-lhe a palavra e invoca a benção de Yahweh sobre ele com as palavras de Deuteronômio 6.24-26. Os judeus dizem que a partir disso o menino passa a ser responsável diante de Deus. A passagem bíblica de Lucas 2.42 parece dizer a respeito ao bar mitzvah de Jesus. Em 1922, foi introduzida pelo movimento reconstrucionista (Sociedade para o Progresso do Judaísmo) a observância do bat mitzvah para as meninas, aos 12 anos e após os 12 anos.

   Qual é a idade correta para que um(a) menino(a) possa participar da Santa Ceia?          

   Por via de regras, a idade de 12 anos como limite inicial para o batismo em água, é completamente correto (Luc 2.42), pois, esta é a faixa etária que as meninas e os meninos estão fisicamente e intelectualmente bem desenvolvidos. É verdade estes desenvolvimentos, na idade de 12 anos, pode variar de uma pessoa para outra, algumas se desenvolvem antes dessa idade, outras um pouco mais tarde. Mas em todo caso, a idade de 12 anos, é idade básica. Pois, essa idade, é o período da puberdade, que começa aos 10 anos de idade e vai até aos 14 anos. Intelectualmente, na idade de 12 anos, eles estão conscientes de suas obrigações e responsabilidades. Já não são mais inocentes (em certo sentido), pois o limite do período da inocência (que pode variar de uma pessoa para outra) ficou para traz, não são mais isentos de culpa, nesta idade já sabem muito bem o que estão fazendo, se estão certos ou errados. Se na verdade estão conscientes de seus erros a partir dos 12 anos de idade, então, terão condições de se responsabilizarem pelos seus atos diante de Jesus Cristo. O bar mitzvah e o bat mitzvah dos judeus, são exemplos dessa verdade.

   Os meninos (incluindo as meninas) com a idade de 12 anos e após os 12, só poderão participar da Santa Ceia, caso tenham arrependidos de seus pecados, após terem aceitado a Jesus Cristo como Salvador e batizado em água e, é claro que terá que obedecer todos os estatutos estabelecidos para a celebração da Ceia do Senhor Jesus.

   Uma criança pequena com «menos de 12 anos» pode celebrar a Ceia de Cristo?              

     Por conseguinte, se uma criança até os «12 anos» é inocente, sem malícia, isenta de culpa, isenta de intenção maldosa (embora não deixe de ser pecadora, conforme diz Paulo em Romanos 3.23) então, ela pode com toda certeza participar da celebração da Santa Ceia, sem haver nisto algum mal. Até que por razão, não há nenhum pecado uma «criança sem malícia» sendo proibida de celebrar a Ceia do Senhor Jesus! (Mat 18.1-6; Luc 18.15-17; 1 Cor 13.11; 14.20). Jesus disse: «Deixai os pequeninos e não os estorveis de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos céus» (Mat 19.14). Deixe-os participarem da Santa Ceia e, não impeçais, porque Jesus não se agrada daqueles que privam as Suas crianças de celebrarem o Seu Sacrifício. Agora, quando elas tiverem com a idade de 12 anos, daí sim precisa arrepender-se de seus pecados para que se possa participar da Santa Ceia, conforme já foi dito acima. A Santa Ceia é para os santos e, as crianças também são santas; ou não são? Você desejaria que seu(s) filho(s), ainda pequeno(s), ficasse(m) aqui, no arrebatamento da Igreja de Cristo? Certamente que não; então, por que é que não participam da Santa Ceia? Sendo que serão também arrebatados por Cristo! É verdade que temos tudo a aprender a respeito da salvação de uma criança. Por exemplo, qual é o destino dos filhos dos pagãos que morreram ainda criança? Portanto, todos aqueles que tiverem mais de 12 anos de idade, precisam ser «batizados em água», isto é, que tenham testificado publicamente a sua conversão a Cristo, (pois o batismo em água é o símbolo da nossa união com Cristo, na sua morte, sepultamento e ressurreição), para que se possa celebrar a Santa Ceia.

  

 

 

 

Voltar ao topo da página

    

 

   http:/www.doutrinasbiblicas.com

 By:  David Pereira Tiburcio Filho